Viagem Para Dentro Da Vida


Fonte: National Geographic

Formidável! Comovente! Belo! Assustador!

Um documentário raro. Uma narrativa inovadora de qualidade simplesmente esplendorosa.

Quer encontrar o que a comunicação pode fazer fora do lixo costumeiro da maior parte da mídia convencional e do show business? Quer um exemplo de narrativa ágil, estilo século XXI e ao mesmo tempo de tom perene, profunda de conteúdo, leve de linguagem? Quer saber como a comunicação pode servir ao propósito de elevar a inteligência e a sensibilidade das pessoas para fora da caixa e dos dualismos polarizados das concepções extremadas de mundo?

Indico para meus pares, profissionais da comunicação …

e …

para todo o mundo que tem um mínimo de interesse pela vida neste planeta – pela sua, pela das outras espécies, pela de Gaia…

para todos que sentem – ou deveriam perceber – que o momento histórico atual é delicado, exigindo tomada de consciência e ação …

a série “One Strange Rock” no Netflix, uma produção da National Geographic que lança os documentários de história natural a um patamar jamais visto, estado da arte puro, numa feliz combinação de fatores…

abre uma viagem inigualável sobre a Terra, o cosmo, a espécie – nós – por diversas dimensões da vida, conduzida pelos olhares transformados e transformadores de oito astronautas, embaixadores da humanidade que nos mostram num espelho privilegiado a sabedoria majestosa e a interconectividade de tudo o que existe, dos minúsculos seres que formam o oxigênio nos oceanos às monstruosas explosões solares que sustentam os corpos vivos na superfície de Gaia.

Interconectividade é o nome do jogo. Expansão de consciência é o impulso da vez e de sempre. Responsabilidade para com a co-criação do nosso paraíso ou do nosso inferno futuro, aqui, já. E o encantamento tocante, sublime, pela nossa linda joia azul navegando na escuridão misteriosa do espaço infinito.

Nenhum desses astronautas – cinco homens, três mulheres – volta para a Terra o mesmo ser humano que daqui partiu. Nenhum deixa de aliar as suas experiências pessoais – a iminência muito real da morte num acidente em voo, a superação de um obstáculo quase impossível na água que ameaça impedir o sonho do espaço – aos temas existenciais de todos nós, seus novos significados, sentidos e propósitos do viver sensibilizando nossas mentes e corações de um modo inesperadamente sublime.

Homens e mulheres de uma ciência nascente que se sustenta nas novas descobertas que a astronáutica possibilita, são também seres surpreendentemente espiritualistas – mesmo que ateus e não atrelados a nenhum conceito religioso -, lançados para além dos dogmas reducionistas que aprisionam nossa mente na cultura predominante das nossas sociedades.

O elo com a vida cotidiana?

A narração-guia do ator Will Smith e suas memórias da avó que lhe deu uma bússola para não se perder na vida, o astronauta que se comove ao lembrar do pai e ao abraçar a esposa e filhos na reflexão de uma lágrima furtiva sobre a continuidade da vida através de nós, antes de nós e para além de nós.

O trailer não tem legenda em português, mas a exibição no Netflix, sim.

https://www.msn.com/pt-br/esportes/video/one-strange-rock-trailer-national-geographic/vp-BBTlILE